A incessante busca pela liberdade de expressão

Por Sheyla Melo

O Centro de Estudos de Mídia Barão de Itararé, organizador do 3ª Encontro de blogueiros e ativistas traz a tona reflexões sobre os riscos que corre a liberdade de expressão no país.

Mediada por Renata Mielli do FNDC (Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação), com a apresentação da Campanha Calar Jamais, que recebe denúncias de violações e perseguição a jornalistas e blogueiros.

Gleisi Hoffmann, senadora pelo PT – PR, afirma que a mídia brasileira possui um oligopólio da comunicação, com uma concentração econômica e de interesses privados, essa situação foi estabelecida com a agência de regulação que nasceu em 1962, no período da pré ditadura, permitindo as concessões para poucos grupos.

DSC01944

Palestrantes da Mesa: Altamiro, Maria Inês, Renata, Gleise e Luciana – imagem de Sheyla Melo

Luciana Santos, deputada federal pelo PCdoB – PE faz a ligação do atual momento do país com as manifestações de julho de 2013 no qual intensificou-se a radicalização do campo ideológico e político brasileiro.

Ela também é presidente do Partido Comunista do Brasil e relembra que Lula ganhou um governo, mas que nunca foi aceito pelas bases conservadoras e que retiradas de presidentes populares do poder, não é um fato isolado, existem diversos na América Latina.

E destaca que a regulamentação dos meios de comunicação avançou muito pouco, mesmo no governo petista não houve o fim do monopólio na comunicação.

“Onde foi que erramos?” é o questionamento da jornalista Maria Inês Nassif, para ela erramos no engano de acreditar que uma vitória eleitoral representava a conquista da hegemonia e que a mídia não abalaria, mas ela foi o verdadeiro partido de oposição.

E Altamiro Borges, presidente do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, define que vivemos um novo golpe, um golpe essencialmente midiático, onde políticos e juristas viram personagens.

Essa mídia ajudou esse golpe e agora é um período muito perigoso, corremos sérios riscos da falta da liberdade de expressão, é um cenário sombrio, tornando estado de exceção, com  desmontes do Estado, do trabalho e da nação é o projeto neoliberal contra a democracia.

A mídia alternativa está sofrendo uma asfixia dos patrocínios que podem fazer o fim de publicações críticas

Por isso a luta pela liberdade de expressão, para que todos tenham o direito de falar!

O encontro contou com a presença de jornalista, estudantes, representantes políticos, blogueiros, ativistas e interessado na compreensão no tema, esse foi o primeiro dia do 3ª encontro que aconteceu no Sindisep nesta sexta (09/6)

Veja na íntegra o debate no link a seguir: https://www.youtube.com/watch?v=1vinOvQKGoM#t=148

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s