o Google é o novo Big Brother?

Por: Adriano Rodrigues

05A-google-1984

 

No livro 1984, George Orwell aborda o assunto da vigilância do cidadão pelo Estado. Esta afirmação é representada por meio de um televisor (monitor) que foi intitulado na novilíngua como teletela. A teletela era um aparelho bidirecional, isso quer dizer que tanto as pessoas podiam ver e serem vistas e podiam ouvir e serem ouvidas.

Além da teletela o livro apresenta também um cartaz com a figura do Grande Irmão (Big Brother). A ideia de vigilância apresentada por Orwell mostra que tanto o estado (governos) e as empresas (hoje em dia) nos vigiam o tempo todo. Isso quer dizer que estamos sendo monitorados por diversos órgãos e empresas como pelo seu governos, pelo Facebook, AmazonGoogle etc.

1984-teletela-cartaz-big-brother

Para entregar dados mais precisos sobre seus públicos aos seus anunciantes, o Google nos monitora o tempo inteiro. Ele quer saber e entender nossos comportamentos, nossos hábitos, nosso dia a dia, quer saber onde vamos, o que comemos, como nos divertimos e tudo isso com o nosso consentimento, isso mesmo, nós deixamos que o Google nos monitore o tempo inteiro. Vamos entender como o Google faz isso.

Antes de entrarmos nestes detalhes quero te fazer uma pergunta. Você sabe qual o primeiro maior buscador de conteúdos da web? Você dever ter respondido que é o Google, certo? Se você disse que é o Google, acertou. Agora, você sabe qual o segundo maior buscador da web do mundo? Pense bem. Você acha que é o Bing da Microsoft? Ou o Yahoo? A resposta está errada, o segundo maior buscador da web é o Youtube. Isso mesmo o Youtube. A maior plataforma de vídeo do mundo, o Youtube é o segundo maior buscador de conteúdos na web, e só para seu conhecimento o Youtube também é do Google (acredito que você já saiba disso).

Você usa Gmail, Drive, Google Docs, Google Calendar, Youtube, Google Maps e outros brinquedinhos do Google? Se a resposta for sim, você autorizou o Google a saber seus passos, quando você clica naquele botão aceitando (sem ler) as regras de uso destes aplicativos, você acaba autorizando o Google a te monitorar. Este monitoramento vem em troca de excelentes serviços, que geralmente são gratuitos, ou vai dizer que você não gosta dos aplicativos que citei? Eu chamo isso de iscas digitais, o Google de tá um excelente serviço e em troca você o autoriza a te monitorar.

05B-google-APP-1984

O que o Google monitora? A resposta é toda sua vida digital. Se usarmos as ferramentas do Google, ele acaba monitorando suas atividades na web e aplicativos, suas atividade de voz e áudio, as informações dos seus dispositivos, seus históricos de localizações, seus históricos de exibição de pesquisas e de vídeos do Youtube. Se você quer ver e até não autorizar mais a vigilância do Google, entre no link que vou te indicar. Você vai se assustar quando souber o que o Google sabe sobre você. Entre por aqui:  https://history.google.com

05C-google-history-1984

Com os dados coletados de você, o Google vai te entendendo, sabe toda sua vida digital, vai conhecendo você, e todo esses conhecimentos são transformados em dados, que são usados para acertar cada vez mais em sua plataforma de publicidade. Quanto mais o Google te conhece mais, assertiva sãos as publicidades das suas plataformas. O Google é considerada a maior empresa de mídia do mundo. Você já reparou que o Youtube faz pra você sugestões de vídeos baseados em seu uso, já reparou que quando você faz uma busca, geralmente os primeiros resultados são anúncios? Isso acontece no buscador do Google, no Youtube e em outros lugares. Veja este exemplo: estes três primeiros resultados marcados em verde são anúncios do Google.

exemplo-de-busca-no-google

O alerta de monitoramento feita por Orwell no livro 1984, sobre como o Estado (no caso do livro) e as empresas (nos dias de hoje) nos faz refletir como nossa privacidade invadida, como nossa vida é monitorada, como somos vigiados e se quisermos que isso não aconteça é bom ficarmos atentos em nossa vida digital, pois se você acha que ninguém está vendo o que você faz, engano seu.

Um Comentário

  1. Patricia Almeida

    Este post me lembrou daquelas postagens em que as pessoas ficam declarando que não cedem nenhum direito de informação ao Facebook… Mal sabem elas que já entregaram a alma ao Mark Zuckerberg ao clicarem em “aceito os termos” ao entrar no Facebook.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s